Pular para o conteúdo
Voltar

Bolsista de Mestrado da FAPEMAT obtém patente de inovação tecnológica

DTC/FAPEMAT | FAPEMAT

FAPEMAT - Foto por: FAPEMAT
FAPEMAT
A | A

A bolsista de Mestrado da FAPEMAT, Pércia Graczyk de Souza, desenvolveu uma tecnologia que permite a produção de carvão vegetal ativo a partir de frutos da bananeira. Esta tecnologia obteve, no último dia 15 de março, a patente de invenção expedida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi).

A tecnologia foi desenvolvida pela acadêmica Pércia Graczyk de Souza durante o curso de mestrado no Programa de Pós-Graduação em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola (PPGasp) da Unemat-Tangará da Serra (2015-2019), sob a orientação do Dr. Tadeu Miranda e Queiroz e Dr. José Wilson Pires de Carvalho. Neste período a pesquisadora foi amparada pelo governo do estado de Mato Grosso com uma bolsa de Mestrado da FAPEMAT.

A invenção desenvolvida pode ser utilizada em produção de cápsulas de carvão ativado para fins farmacológicos; como isolante térmico, acústico e elétrico para aplicações especiais e ainda em remoção, adsorção de contaminantes químicos de água e esgoto no processo de tratamento e purificação.

Para a inventora Pércia de Souza, o apoio da Unemat e da Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat) foram fundamentais para que ela pudesse desenvolver a pesquisa que culminou com a primeira patente concedida à Unemat. Atualmente a pesquisadora está finalizando o curso de doutorado na Universidade Federal do Paraná (UFPR).