Pular para o conteúdo
Voltar

Projeto de pesquisa incentiva a inserção de mulheres nas áreas de nanotecnologia e sensores eletroquímicos

O trabalho tem por objetivo introduzir estudantes em destaques nas escolas, pesquisadores (a) e doutores(a) das áreas de Inovação e Tecnologia
DTC - Marília Cunha/ Coordenadoria de Pesquisa FAPEMAT | FAPEMAT

DTC/Fap
DTC/Fap
A | A

O projeto desenvolvido na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), coordenado pela pesquisadora Marilza Terezo,fomentado pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat), no edital Mulheres  e Meninas na Computação, Engenharias e Ciências Exatas e da Terra, edição 2021.

 

O trabalho  tem por objetivo introduzir estudantes em destaques nas escolas, pesquisadores (a) e doutores(a) das áreas de Inovação e Tecnologia, para que possam interagir nas atividades e no desenvolvimento da nanotecnologia com protótipos de sensores eletroquímicos para uso na agricultura.

 

O agronegócio é  uma expressiva força econômica no estado, e as inovações da nanotecnologia de sensores  auxiliam de forma rápida com  baixo custo no monitoramento das lavouras, no uso de inseticidas e pesticidas, ajudando a controlar a qualidade do ar, água e solo. Essa tecnologia contribui para alcançar o maior desafio do setor hoje, desenvolvendo uma agricultura mais sustentável.

 

A integração deste grupo de mulheres no projeto, pretende  promover  maior participação feminina atuante no setor, despertando desta forma  uma cultura empreendedora  para gerar  soluções quanto ao impacto ambiental, na produção de alimentos.