Pular para o conteúdo
Voltar

Chamada CNPq/MCTI vai apoiar estudos de sustentabilidade urbana e regional

Informações geradas pelos projetos serão incorporadas à plataforma AdaptaBrasil MCTI, que terá a finalidade de facilitar a tomada de decisão de gestores públicos por meio de dados científicos
ASCOM | MCTI

Projetos aprovados também vão analisar impactos das mudanças climáticas - Foto por: MCTI
Projetos aprovados também vão analisar impactos das mudanças climáticas
A | A

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) lançaram uma chamada pública para apoiar projetos de sustentabilidade urbana e regional.  A ideia é apoiar pesquisas que vão gerar informações e análises sobre os impactos das mudanças climáticas no país. As inscrições começaram em 31 de julho e vão até 14 de setembro. As propostas aprovadas terão investimento de R$ 4,4 milhões.

Os projetos podem ser submetidos em três linhas temáticas: Riscos de impactos climáticos – voltada a setores como ecossistemas; zonas costeiras urbanas; saúde e infraestrutura de transporte nacional; Modelagem dos impactos da variabilidade climática – com foco em segurança alimentar, segurança hídrica, segurança energética, saúde humana, zonas costeiras urbanas e infraestruturas nacionais de grande porte; e Abordagem por bioma aplicada a municípios ou regiões.

Os estudos serão incorporados a uma plataforma a ser lançada em breve, chamada AdaptaBrasil MCTI, que terá a finalidade de disponibilizar dados científicos para tomada de decisão por gestores públicos. De acordo com o secretário de Políticas para Formação e Ações Estratégicas do MCTI, Marcelo Morales, o edital é uma parceria com os Ministérios do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Infraestrutura.  

“Essa iniciativa interministerial é fruto da parceria do MCTI com o Ministério de Desenvolvimento Regional e o Ministério da Infraestrutura em busca do contínuo aprimoramento da gestão sustentável no planejamento urbano e regional, bem como do setor de infraestrutura de transporte nacional”, avalia.  “É um passo importante para obtermos informações que possam subsidiar as decisões sobre as melhores medidas de adaptação às mudanças climáticas com base em robustas evidências científicas”, completa.

Fundações estaduais de amparo à pesquisa e empresas da iniciativa privada que aderirem formalmente à chamada pública poderão oferecer recursos financeiros complementares aos projetos aprovados.

Confira a íntegra da chamada aqui: http://www.cnpq.br/web/guest/chamadas-publicas?p_p_id=resultadosportlet_WAR_resultadoscnpqportlet_INSTANCE_0ZaM&filtro=abertas&detalha=chamadaDivulgada&desc=chamadas&idDivulgacao=9742