Pular para o conteúdo
Voltar

Pesquisa estuda exercícios para jovens obesos

Levantamento do Ministério da Saúde revela que 55,7% da população brasileira esta acima do peso, em Mato Grosso é de 60,7%
Widson Ovando | FAPEMAT

Levantamento revela que 60,7% da população em Mato Grosso está acima do peso - Foto por: Wilson Dias/Agência Brasil
Levantamento revela que 60,7% da população em Mato Grosso está acima do peso
A | A

Com os crescentes números de obesidade entre jovens, os quais têm baixos níveis de aptidão aeróbica, e regularmente não suportam o exercício aeróbico, não se beneficiando de efeitos agudos hipotensores e metabólicos, a pesquisadora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Dra. Gisela Arsa da Cunha e sua equipe elaboraram um projeto para desenvolver técnicas para praticar exercícios com mais intensidade e eficiência, controlando os sinais vitais e trazendo mais qualidade de vida.

Financiada pela Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), além dos importantes resultados da pesquisa, foi criado um grupo de estudo focado na investigação dos efeitos agudos dos exercícios físicos com a obtenção de melhores parâmetros hemodinâmicos e metabólicos, permitindo a avaliação de indivíduos em todas as faixas etárias, especialmente aqueles obesos.

 Foram selecionados jovens, obesos, não obesos e sedentários, divididos em grupos de acordo com seu Índice de Massa Corpora (IMC), e submetidos a sessões de exercício físico e a obtenção de variáveis fisiológicas adequadas à pesquisa.

Concluiu-se que somente 20 minutos de exercício intervalado de alta intensidade foram suficientes para promover a redução da pressão arterial nas primeiras duas horas após exercício, sendo esta redução de maior magnitude e duração do que o exercício contínuo de duração de 30 minutos nos jovens com obesidade, havendo restabelecimento da atividade vagal nesse mesmo período.

Além disso, a pressão arterial demonstrou-se reduzida no período de sono do dia em que o exercício intervalado de alta intensidade foi realizado.

A pesquisa comprovou que independente do peso corporal, todos os jovens podem se beneficiar dos resultados obtidos com a pesquisa. A realização de exercício físico, seja contínuo e em intensidade moderada, ou com os intervalos propostos entre as séries de alta intensidade demonstraram ser sessões motivantes e seguras para essa população, além de ter trazido benefícios como a redução da glicemia, e da pressão arterial logo após sua realização.


Download