Pular para o conteúdo
Voltar

Pesquisa confirma que a Equoterapia melhora a qualidade de vida das crianças especiais

As crianças envolvidas no projeto foram selecionadas após uma entrevista com pais e professores de escolas da rede pública
Assessoria

A pesquisa envolveu estudantes de várias áreas das Universidades - Foto por: UFMT (CEEQ)
A pesquisa envolveu estudantes de várias áreas das Universidades
A | A

Uma pesquisa realizada com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa de mato Grosso (Fapemat) constatou a importância da equoterapia para crianças e adolescentes com distúrbios de aprendizagem. A pesquisa realizada pela coordenadora do Núcleo de Estudos em Equoterapia da Universidade Federal de Mato Grosso (NEEQ-UFMT) acompanhou os jovens durante dois anos.

As crianças envolvidas no projeto foram selecionadas após uma entrevista com pais e professores de escolas da rede pública. Os jovens apresentavam dificuldades no processo de ensino aprendizagem. A equoterapia estimula o desenvolvimento do raciocínio lógico e da atenção concentrada, uma das maiores dificuldades para os portadores de necessidades especiais.

A pesquisadora afirma que acompanhamento dos pais e professores foi fundamental para o resultado do estudo. Entre os benefícios apontados na pesquisa, ela aponta a adequação do equilíbrio, facilitação no processo de aprendizagem escolar, estimulo à atenção e concentração, socialização, autoconfiança, ativação do sistema cardiorrespiratório e alívio do stress.